segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Ministério da Saúde tem guia de alimentação on line


Na mesa da segurança Expedita Pereira Gonçalves, de 38 anos, não tem lugar para refrigerantes, frituras e enlatados. Mãe de quatro filhos, a segurança dá preferência a alimentos naturais como frutas, verduras e legumes.

“A regra na minha casa é não entrar refrigerantes e o máximo que eu posso evitar de coisas enlatadas, eu evito. Inclusive, no meu quintal eu tenho uma horta que sempre utilizo coisas da minha horta para fazer o alimento dos meus filhos”, diz Expedita Pereira Gonçalves.

É para multiplicar exemplos como o dela que o Ministério da Saúde disponibiliza para a população e profissionais de saúde, desde 2006, o Guia Alimentar da População Brasileira. A publicação dá o passo a passo de como deve ser uma alimentação saudável.  A cartilha explica detalhadamente quantas vezes por dia e por semana as pessoas devem comer frutas, verduras, legumes, feijões e cereais, sempre dando preferência aos integrais. Além desses alimentos, a publicação traz informações sobre o feijão e alimentos ricos em proteínas, a importância da água e da atividade física, entre outros tópicos. O coordenador adjunto de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, Eduardo Nilson, explica que o guia tem o objetivo de facilitar ajudar as pessoas a fazerem escolhas mais nutritivas.

“Justamente trazendo esses alimentos mais protetores e saudáveis, como são os alimentos básicos, mas buscando a substituição daqueles alimentos que são mais inadequados, principalmente, quando consumidos em excesso, inclui os alimentos processados, por alimentos que têm um teor energético mais baixo mas, ao mesmo tempo, um conteúdo nutricional maior”, explica Eduardo Nilson, coordenador adjunto de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde.

A Pesquisa de Orçamento Familiar financiada pelo Ministério da Saúde e conduzida pelo IBGE revela que o brasileiro consome em excesso açúcar, sódio e gorduras saturadas. O Ministério da Saúde alerta que esse hábito pode trazer conseqüências, no futuro, como obesidade, diabetes e hipertensão. O coordenador adjunto de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, Eduardo Nilson, diz que o ministério deve atualizar o guia com base nesse novo panorama.

“Com base nesses dados novos que estão surgindo e em outras informações, vai ser iniciado, inclusive, o processo de revisão desse guia, no sentido de trazer essas informações mais atuais. Mas a informação que nós temos no guia que atualmente está disponível é essencial para uma vida saudável baseada em uma alimentação saudável”,frisa Eduardo Nilson, coordenador adjunto de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde.

Para acessar o Guia de Alimentar para a População Brasileira basta entrar na página de nutrição do Portal Saúde, www.saude.gov.br.

Fonte: http://www.ojornalweb.com/2011/08/03/ministerio-da-saude-tem-guia-de-alimentacao-on-line/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...

OUTROS VÍDEOS SUGERIDOS PELA QUALITAS VITAE

Comemorando 35 anos de Globo Repórter, a maioria dos brasileiros escolheu como tema a reportagem: Saúde e Qualidade de Vida. Matéria sobre obesidade - Globo Repórter. Quanto mais equilibrada for a vida de um profissional, melhor será a sua performance profissional. Além disso, a sua identidade não estará baseada apenas em seu trabalho, mas também em outros aspectos vitais para a sua realização.

Dicas para reduzir calorias

Legumes e grelhados podem ser consumidos sem pão ou torradinhas. Escolha a massa com molho de tomate e uma proteína. No japonês, fique longe de opções fritas ou empanadas. Já na churrascaria, o ideal é começar pelas saladas.

Saiba quanto você precisa correr por semana para perder calorias.

A corrida é uma boa opção para quem quer emagrecer rápido. Um pessoa que pesa entre 60 e 70 quilos pode perder entre 500 e 600 calorias se correr durante uma hora. É importante passar por uma consulta médica antes do exercício.

Exercício em casa ou no parque aumenta tempo e qualidade de vida.

O exercício físico regular pode aumentar o tempo e a qualidade de vida de uma pessoa. O preparador físico José Rubens D'Elia mostra que é possível praticar exercícios em parques, na vizinhança ou em casa, com uma academia particular.

Médico dá mais algumas dicas saudáveis e baratas.

Dicas para levarmos uma vida mais saudável sem gastar muito para isso. Depois do programa, ele respondeu perguntas enviadas pela internet e deu outras sugestões.

Confira uma série de exercícios para melhorar o equilíbrio

O preparador físico José Rubens D'Elia mostra exercícios que podem ser feitos em casa e ajudam a melhorar o equilíbrio corporal.

Aprenda a comer bem e se manter saudável.

Um dos sinônimos de felicidade para todos é a saúde. Uma das formas de manter o metabolismo equilibrado e ainda garantir qualidade de vida é acertar na alimentação.

Dicas para melhorar a alimentação de crianças e adolescentes

As refeições devem ser adequadas às atividades ao longo do dia, evitando guloseimas e refrigerantes. A má alimentação pode causar cansaço, sonolência, apatia e irritação.

Pele deve receber cuidados especiais de acordo com a idade.

Na adolescência, o principal problema são as espinhas. Dos 20 aos 40 anos, a pele começa a perder a capacidade de regeneração e podem surgir manchas. Entre os 40 e os 60 anos, ocorre uma perda da elasticidade da pele e o contorno da face muda.

Transport é um dos aparelhos de maior sucesso nas academias.

Uma pessoa de aproximadamente 70 quilos pode queimar 300 calorias em 40 minutos em um ritmo mais leve. O exercício não provoca impacto nos joelhos.