quarta-feira, 25 de abril de 2012

Nova onda é treinar o cérebro antes de iniciar uma dieta


A onda mais recente em Nova York é treinar o cérebro três semanas antes de começar uma dieta
Foto: Thinkstock/Divulgação

Encontrar força de vontade para fazer dieta não é tarefa das mais fáceis. Mas o que parecia perdido pode ter uma luz no fim do túnel para que o resultado seja positivo.
 
A onda mais recente em Nova York é treinar o cérebro três semanas antes de começar uma dieta. Ou seja, na hora que você pensa em regime tudo o que passa pela sua cabeça é no que vai deixar de comer. A proposta sugere que você se prive de ingerir apenas um alimento por vez.
 
Segundo a autora do Livro The Manhattan Diet (A Dieta de Manhattan), Eileen Daspin, pesquisas mostram que o cérebro leva 21 dias para quebrar um hábito. "Tente deixar de comer determinado alimento por 10 dias; outro tipo por mais 10 dias e assim por diante. Quando você ingeri-lo de novo o desejo desenfreado terá ido embora. É uma forma de reorganizar o paladar", afirmou a escritora para o site britânico Female First.
 
The Manhattan Diet foi pensando após a Daspin ter visto uma pesquisa que mostrava que as mulheres de Manhattan eram mais magras que as dos outros quatro bairros de Nova York. Segundo o New York Times, a cidade tem também o menor índice de obesidade das mulheres americanas; 42% contra a média nacional 67%.
 
Daspin então recrutou um grupo de 25 mulheres e mapeou seus hábitos alimentares e de vida. Descobriu também que, em Manhattan, as mulheres preferem andar mais do que tomar táxi e não exageram muito em sobremesas calóricas, aperitivos e coquetéis em cada refeição.
 
A autora, também jornalista, escreveu o livro com o apoio de uma nutricionista e traz conselhos para se evitar "cair em tentação", como não ter comidas muito calóricas em casa; preferir alimentos naturais; comer sempre em pequenas porções; ou ir ao supermercado a pé, porque além de fazer exercícios compra-se menos comida. Daspin é mulher do chef toscano Cesare Casella, do Salumeria Rosi. A publicação traz também receitas de chefs conhecidos de Nova York, como Mario Batali e Eric Ripert.

Terra.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...

OUTROS VÍDEOS SUGERIDOS PELA QUALITAS VITAE

Comemorando 35 anos de Globo Repórter, a maioria dos brasileiros escolheu como tema a reportagem: Saúde e Qualidade de Vida. Matéria sobre obesidade - Globo Repórter. Quanto mais equilibrada for a vida de um profissional, melhor será a sua performance profissional. Além disso, a sua identidade não estará baseada apenas em seu trabalho, mas também em outros aspectos vitais para a sua realização.

Dicas para reduzir calorias

Legumes e grelhados podem ser consumidos sem pão ou torradinhas. Escolha a massa com molho de tomate e uma proteína. No japonês, fique longe de opções fritas ou empanadas. Já na churrascaria, o ideal é começar pelas saladas.

Saiba quanto você precisa correr por semana para perder calorias.

A corrida é uma boa opção para quem quer emagrecer rápido. Um pessoa que pesa entre 60 e 70 quilos pode perder entre 500 e 600 calorias se correr durante uma hora. É importante passar por uma consulta médica antes do exercício.

Exercício em casa ou no parque aumenta tempo e qualidade de vida.

O exercício físico regular pode aumentar o tempo e a qualidade de vida de uma pessoa. O preparador físico José Rubens D'Elia mostra que é possível praticar exercícios em parques, na vizinhança ou em casa, com uma academia particular.

Médico dá mais algumas dicas saudáveis e baratas.

Dicas para levarmos uma vida mais saudável sem gastar muito para isso. Depois do programa, ele respondeu perguntas enviadas pela internet e deu outras sugestões.

Confira uma série de exercícios para melhorar o equilíbrio

O preparador físico José Rubens D'Elia mostra exercícios que podem ser feitos em casa e ajudam a melhorar o equilíbrio corporal.

Aprenda a comer bem e se manter saudável.

Um dos sinônimos de felicidade para todos é a saúde. Uma das formas de manter o metabolismo equilibrado e ainda garantir qualidade de vida é acertar na alimentação.

Dicas para melhorar a alimentação de crianças e adolescentes

As refeições devem ser adequadas às atividades ao longo do dia, evitando guloseimas e refrigerantes. A má alimentação pode causar cansaço, sonolência, apatia e irritação.

Pele deve receber cuidados especiais de acordo com a idade.

Na adolescência, o principal problema são as espinhas. Dos 20 aos 40 anos, a pele começa a perder a capacidade de regeneração e podem surgir manchas. Entre os 40 e os 60 anos, ocorre uma perda da elasticidade da pele e o contorno da face muda.

Transport é um dos aparelhos de maior sucesso nas academias.

Uma pessoa de aproximadamente 70 quilos pode queimar 300 calorias em 40 minutos em um ritmo mais leve. O exercício não provoca impacto nos joelhos.