segunda-feira, 2 de abril de 2012

Passas, melancia, tofu: veja alimentos amigos da pressão arterial

De acordo com estudos, alimentos como melancia, uvas passas
e até mesmo o chocolate podem ajudar a diminuir a pressão arterial
Fotos: Getty Images


A inclusão de determinados alimentos na dieta diária pode trazer benefícios significativos para a pressão arterial. De acordo com um pequeno e novo estudo feito no Louisville Metabolic and Atherosclerosis Research Center, as uvas passas são grandes aliadas neste sentido. As informações são do jornal Huffington Post .

Os pesquisadores descobriram que comer uvas passas três vezes ao dia pode diminuir em três vezes a pressão arterial, quando este item é comparado a outro tipo de alimento - o que pode ser um bom indicativo para pessoas que não tem a pressão alta, mas apresentam quadro de pré-hipertensão.
 
A pré-hipertensão é definida por apresentar um nível de pressão sistólica do sangue entre 120 e 139 milímetros de mercúrio, ou um nível de pressão arterial diastólica entre 80 e 89 milímetros de mercúrio. A pressão normal geralmente apresenta pressão sistólica entre 120 milímetros ou menos, enquanto a diastólica varia entre 90 e 99.

O estudo incluiu 46 homens e mulheres com pré-hipertensão, que ingeriram passas e também petiscos como bolachas de água e sal ou cookies (sem adição e passas, vegetais ou frutas) - sendo que ambos tinham a mesma quantidade de calorias. Todos os participantes comeram estes petiscos três vezes por dia, ao longo de 12 semanas.
 
Eles concluíram que os que ingeriam as passas reduziram a pressão sistólica (o número mais alto na leitura da pressão arterial, "com as batidas do coração"; e a diastólica (o número mais baixo na leitura, que significa o "relaxamento" entre os batimentos cardíacos). No entanto, os que ingeriram outros tipos de petiscos não apresentaram quedas significativas em sua pressão arterial.
 
Os profissionais envolvidos na pesquisa disseram que ainda não há certeza sobre como as uvas passas podem afetar neste sentido, mas os valores nutricionais deste item trazem altos níveis de potássio - que pode influenciar positivamente na pressão arterial, além de conter antioxidantes, fibras, polifenóis e ácido fenólico.
As uvas passas não são os únicos alimentos que estão ligados aos benefícios à pressão arterial. Confira outros sete alimentos que podem ser aliados deste problema.

Kiwis
Um estudo apresentado ano passado na American Heart Association mostrou que comer três kiwis por dia pode diminuir a pressão arterial. A pesquisa incluiu 188 homens e 55 idosos, com leve alteração arterial. Eles foram instruídos a comer três kiwis por dia, ou uma maça por dia, por oito semanas.
Os participantes que comeram kiwi tiveram seus níveis de pressão sistólica menores do que quem ingeriu maçça. O kiwi é rico em luteína, com propriedades antioxidantes.

Banana
Um estudo publicado em 2005 pelo jornal Hypertension concluiu que é possível baixar o nível de pressão arterial a partir da ingestão de alimentos ricos em potássio, ao invés de incluir na dieta suplementos.
Os participantes do estudo que consumiram o citrato de potássio - encontrado naturalmente nos alimentos - tiveram os mesmos efeitos de redução da pressão arterial de que as pessoas que usavam cloreto de potássio, disponível apenas em suplementos.

Melancia
Além de ser refrescante, a melancia contém nutrientes como fibras, vitamina A e potássio. Um estudo da Florida State University mostrou que o aminoácido presente na fruta também pode ter efeitos positivos para a pressão arterial.
Os pesquisadores observaram nove pessoas com pré-hipertensão que ingeriram seis gramas do aminoácido presente na fruta, por um período de seis dias. Eles descobriram que os participantes apresentaram diminuição na pressão arterial, além de um melhor funcionamento das artérias.


Batata roxa
Um pequeno estudo apresentado no ano passado na American Chemical Society mostrou que vegetais roxos têm o poder de baixar a pressão arterial em níveis semelhantes ao da aveia.
O estudo inclui 18 pessoas com pressão alta. Eles comeram de seis a oito batatas roxas, com casca e tudo, duas vezes ao dia, por um mês. Os pesquisadores notaram que os níveis de pressão sistólica e diastólica caiu ao final do período. No entanto, a experiência foi apenas uma observação, pois os participantes não foram comparados com pessoas que não comeram batata roxa durante o estudo.


Queijo tofu
Comer queijo tofu e outros alimentos com soja na composição pode diminuir a pressão arterial, segundo estudo apresentado no encontro anual da American College of Cardiology.
A pesquisa incluiu 5 mil pessoas, que foram monitoradas por 20 anos. Os especialistas envolvidos descobriram que as pessoas que mais consumiram isoflavonas - encontrada na soja, amendoim e chá verde - tiveram níveis mais baixos de pressão sistólica.


Chocolate
O chocolate pode ser benéfico para pessoas que sofrem com a hipertensão. O journal BMC Medicine mostrou que um antioxidante encontrado no alimento seria responsável por dilatar os vasos sanguíneos, auxiliando na diminuição da pressão arterial. No entanto, alguns resultados ainda são conflitantes. Embora tenho sido descoberto que o consumo pode reduzir significativamente a pressão arterial para hipertensos, o mesmo resultado não foi comprovado em pessoas com pressão normal.

Pimenta
Se você gosta de comidas calientes, pode também estar fazendo um favor para sua pressão arterial. Um estudo de 2010 publicado no jornal Cell Metabolism mostrou que a capsaicina - um apimentando ingrediente encontrado na pimenta - ajudou a baixar a pressão arterial em ratos hipertensos. No entanto, pesquisadores de uma universidade na
China observam que os resultados precisam ser replicados em humanos.

Fonte: http://saude.terra.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...

OUTROS VÍDEOS SUGERIDOS PELA QUALITAS VITAE

Comemorando 35 anos de Globo Repórter, a maioria dos brasileiros escolheu como tema a reportagem: Saúde e Qualidade de Vida. Matéria sobre obesidade - Globo Repórter. Quanto mais equilibrada for a vida de um profissional, melhor será a sua performance profissional. Além disso, a sua identidade não estará baseada apenas em seu trabalho, mas também em outros aspectos vitais para a sua realização.

Dicas para reduzir calorias

Legumes e grelhados podem ser consumidos sem pão ou torradinhas. Escolha a massa com molho de tomate e uma proteína. No japonês, fique longe de opções fritas ou empanadas. Já na churrascaria, o ideal é começar pelas saladas.

Saiba quanto você precisa correr por semana para perder calorias.

A corrida é uma boa opção para quem quer emagrecer rápido. Um pessoa que pesa entre 60 e 70 quilos pode perder entre 500 e 600 calorias se correr durante uma hora. É importante passar por uma consulta médica antes do exercício.

Exercício em casa ou no parque aumenta tempo e qualidade de vida.

O exercício físico regular pode aumentar o tempo e a qualidade de vida de uma pessoa. O preparador físico José Rubens D'Elia mostra que é possível praticar exercícios em parques, na vizinhança ou em casa, com uma academia particular.

Médico dá mais algumas dicas saudáveis e baratas.

Dicas para levarmos uma vida mais saudável sem gastar muito para isso. Depois do programa, ele respondeu perguntas enviadas pela internet e deu outras sugestões.

Confira uma série de exercícios para melhorar o equilíbrio

O preparador físico José Rubens D'Elia mostra exercícios que podem ser feitos em casa e ajudam a melhorar o equilíbrio corporal.

Aprenda a comer bem e se manter saudável.

Um dos sinônimos de felicidade para todos é a saúde. Uma das formas de manter o metabolismo equilibrado e ainda garantir qualidade de vida é acertar na alimentação.

Dicas para melhorar a alimentação de crianças e adolescentes

As refeições devem ser adequadas às atividades ao longo do dia, evitando guloseimas e refrigerantes. A má alimentação pode causar cansaço, sonolência, apatia e irritação.

Pele deve receber cuidados especiais de acordo com a idade.

Na adolescência, o principal problema são as espinhas. Dos 20 aos 40 anos, a pele começa a perder a capacidade de regeneração e podem surgir manchas. Entre os 40 e os 60 anos, ocorre uma perda da elasticidade da pele e o contorno da face muda.

Transport é um dos aparelhos de maior sucesso nas academias.

Uma pessoa de aproximadamente 70 quilos pode queimar 300 calorias em 40 minutos em um ritmo mais leve. O exercício não provoca impacto nos joelhos.